Emissões Evaporativas

Estudos demonstram que as emissões evaporativas geradas nos tanques de armazenamento de combustíveis líquidos inflamáveis são verdadeiras, e que o volume perdido é significativo. A recuperação de hidrocarbonetos (mistura ar-vapor), sem usar um processador e utilizando somente válvula de presão e vácuo, pode-se conseguir até 50% de recuperação do que iria para a atmosfera.

Em estações descontroladas, ou seja, sem nenhum sistema de recuperação ou retenção de vapores, o ar penetra no tanque através do respiro com volume equivalente ao líquido dispensado. Qualquer reabastecimento de combustível introduzirá ar no tanque, resultando na criação de vapores evaporativos (vapores magros). E em cima do reequilíbrio, este ar gerará emissões significantes. Vapores evaporativos são os que são criados enquanto a gasolina se submete a mudança da fase líquida a fase vapor. Isto ocorre quando é reestabelecida a concentração do vapor de equilíbrio no espaço acima do líquido. Esta concentração do vapor acontece abaixo dos níveis naturais, pela ingestão do ar no tanque durante o abastecimento de veículos e o descarregamento de caminhão. quando esta concentração natural do vapor em equilíbrio é reduzida momentaneamente, a gasolina líquida evapora até que o nível de concentração do equilíbrio seja alcançado novamente. O volume de vapor gerado aumenta rapidamente a pressão interna do tanque, com quantidades relativamente pequenas de líquido evaporado.

Em alguns casos, o volume de ar que entra pelo respiro é maior do que o líquido deslocado. Neste caso, a combinação do volume de gás adicional e a concentração baixa dos hidrocarbonetos resultará em uma pressurização rápida e emissões de vapores para a atmosfera. A pressão de aberta da válvula no respiro é limitada pela pressão admissível do tanque - ver NFPA 30. Geralmente este valor de pressão máxima admissível em um tanque combustíveis é muito baixo, e o valor da pressão de abertura da válvula deverá ficar abaixo. A pressão de um tanque é consequência do enchimento e é um processo relativamente lento. Já o vácuo por efeito térmico é muito rápido.

As válvulas de pressão e vácuo na ventilação de tanques podem produzir uma eficiente recuperação de vapor, quando este se mantém em equilíbrio no interior do tanque, eliminando o complexo e caro sistema de recuperação de vapor.

Um galão de gasolina líquida expande aproximadamente 520 galões de vapor em 40% da concentração de hidrocarbonetos. No caso do diesel, por exemplo, evitando-se a entrada de ar descontrolado pelo respiro do tanque, estaremos evitando a auto hidratação do diesel.